This text will be replaced

Tuberculose Infantil

Tuberculose Infantil

Dra. Fátima Marciano, médica pediatra e pneumologista infantil, é convidada para o programa Conversando com Dr. Martins e relata sua experiência com o ocorrido em um hospital infantil de Campinas com casos de contagio por tuberculose em recém nascidos.

2 comentários cadastrados em “Tuberculose Infantil”

  1. laila disse:


    Gostaria de saber se o Hospital e Maternidade Madre Theodora não teria que fazer exames periódicos em seus funcionários para detectar previamente estas pessoas doentes?

  2. webfilhos disse:


    Respondendo a pergunta em questão:
    A tuberculose tem uma caracteristica: quando um paciente aparece com febre, em geral baixa e 1x/dia, com horário fixo, que vai e vem já há algum tempo, tosse há mais que 3 semanas, começa seca, mas vai alternando com tosse cheia, pode evoluir com palidez cutanea (intensa) e com cansaço, desanimo e emagrecimento. Com td isto, o médico já deve ter investigado tuberculose. Às vezes a tosse é persistente há 3 semanas ou mais e a febre é recente, 10-12dias, baixa…sem mais nada…pela tosse se investiga TB.
    Pois bem…qdo o médico descobre a tuberculose num paciente, começa a ação da vigilancia epidemiológica: este paciente já é infectante (bacilífero) há 6-8 meses antes do adoecimento propriamente dito. Antes de ter a tosse ou a febre ele já está contaminando pessoas. Por isto que tossidores devem ser investigados: para bloquear a disseminação da doença e curar o doente.
    Exames periódicos:
    O PPD Mantoux, se for normal ou zero, não afasta a doença. Algumas pessoas tem zero e estão doentes…o desta senhora, do Madre Theodora, era zero.
    Não se faz na rotina de periódicos o teste do escarro, se o funcionário não tem tosse com caracteristica de TB ( mais que 3 semenas).
    Para sua informação complementar:
    A sra. Tecnica de enfermagem, fez diagnóstico de TB em 11 ago 2012. Sua história na entrada ao hospital da Pucc, dia 6 ago, é de tosse há 27 ou 28 dias e febre persistente há 8 dias. Sem emagrecimente, sem palidez importante e em bom estado geral.
    Seu exame periódico, no H. Madre Theodora havia sido em maio/2012 (eu pedi para ver o prontuário médico):
    Sem queixa de tosse ou febre.
    Unica doença relatada hipertensão controlada.
    Tabagista, mas havia parado de fumar há alguns meses.
    Exame físico normal.

    Portanto, a Tuberculose continua sendo o grande desafio dos infectologistas, dos sanitaristas e da vigilancia epidemiológico, dos governos e dos médicos clinicos, do mundo todo.
    Ela foi designada, há anos , como a Doença de Mil Faces.
    Temos que aprender, e incessantemente ensinar, como reconhecê-la no meio de tantas outras tosses e febres.
    Obrigada pela pergunta, tão pertinente e importante.
    Um gde abç.
    Fátima Marciano.

Deixe seu comentário!