This text will be replaced

A oftalmologista Erika Yasaki fala sobre os cuidados necessários para prevenir a toxoplasmose

A oftalmologista Erika Yasaki fala sobre os cuidados necessários para prevenir a toxoplasmose


A oftalmologista especializada em retina e crianças, Erika Yasaki, fala neste vídeo do webfilhos um pouco sobre os cuidados que devemos ter para prevenir a toxoplasmose.
Toxoplasmose é uma doença infecciosa, pode ser adquirida pela ingestão de água ou alimentos contaminados com os oocistos esporulados, presentes nas fezes de gatos e outros felídeos, por carnes cruas ou mal passadas que abriguem os cistos do protozoário Toxoplasma gondi. A doença pode ser transmitida do pai para o filho, mas não se transmite de uma pessoa para outra apesar de que já foi constatado a transmissão por transfusão sanguínea e transplante de órgãos de pessoas infectadas. Seu diagnóstico é feito levando em conta exames clínicos e exames laboratoriais de sangue.

Depois de exposto à doença pela primeira vez, toda pessoa desenvolve imunidade contra o parasita e dificilmente torna a adoecer com toxoplasmose. A mulher que já tenha tido a doença antes da gravidez não desenvolve risco algum para o seu feto, pois já tem imunidade contra esse parasita.

As carnes devem ser consumidas bem cozidas e as frutas, verduras e legumes muito bem lavados. As mãos também devem ser bem lavadas após manipular carne e vegetais crus.
As futuras mamães não devem limpar as caixas de necessidades dos animais de estimação. Estas caixas devem ser higienizadas diariamente se possível por outra pessoa.
Sabendo como evitar a toxoplasmose e de como cuidar do seu animal de estimação para que ele não contraia o parasita toxoplasma, não haverá motivo para excluir o animalzinho cotidiano familiar.

2 comentários cadastrados em “A oftalmologista Erika Yasaki fala sobre os cuidados necessários para prevenir a toxoplasmose”

  1. clenilton disse:


    fui atropelado por onibus e tive uma atrofia na macua do olho esquerdo e uma cicatriz na retina, gostaria de saber si vou fica cego, gostaria de saber seto isso pode ter cido do meu acidente, e tambem estou perdendo o brinho forveal.

  2. Beto Zamberlan disse:


    A Dra Érika respondeu:

    Caro Clenilton,

    É preciso saber alguns detalhes do acidente: de que forma ele ocorreu, se houve trauma direto sobre os olhos, se houve necessidade de tratamento e se há relação com o aparecimento dos seus sintomas nos olhos.
    Sugiro que você faça uma avaliação com oftalmologista especialista em retina para sabermos o que realmente está acontecendo com seus olhos e o que pode ser feito no seu caso.

Deixe seu comentário!